sábado, 9 de agosto de 2014

Deixa-me dormir...

Alarido. Porquê?
Pergunto eu.
Se para trás deixaste
todos os sonhos,
que eram teus.
Despertaste,
razão que desconheço.
Apenas porque me tens, 
por posse.
Mente distorcida.

Já agora,
deixa-me dormir
deixa-me fingir
que me fui.

E tu. Esvaíste...


Mulher atrevida...

Mulher atrevida… Não sei se é sonho ou se é esperança .   É um sentir agreste, uma força viva .   Até quando dorme pode  ser crian...