terça-feira, 22 de novembro de 2011

(Fados) Tentação

Traz-me uma ponta de sol
Uma nesga de céu azul
Traz-me um pedaço de terra
Uma ponta verde da serra
Traz-me uma romã vermelha
Em bagos regados a groselha

Traz-me meu amor a ternura
Mata-me a sede a secura
A lonjura é má companhia
Traz-me um sorriso, a luz do dia
Um ramo de verde cheiro
Meu amor afasta o Janeiro

Então florirá a Primavera
A minha sede em quimera
Satisfaz a tentação
De tocar na tua mão
Caminhar lado a lado
Meu amor traz-me um fado
De refrão repenicado

Adoça o beijo adiado
Aquecendo  a tentação.
Meu amor canta-me um fado
Que me fale ao coração.

Ser poeta é utopia...

Não sei, nem sequer sei a cor dos dias frios!   Se o céu é azul ou cinzento afogueado.    Nada sei de  efémeras  fantasias.  Delírio...