sábado, 19 de dezembro de 2015

Olha Por Nós...

Preciso conversar com o firmamento…
Numa conversa serena ao nascer do dia.
Falar dos pobres, dos fracos, da razia,
por que passam as almas neste tempo.

 E de todas as dores e do seu lamento.
Nessa conversa: pedirei a Deus e a Maria.
Que cubram a terra de paz e de alegria.
É Natal: que cesse finalmente o pranto,

de todas as crianças que não podem brincar.
Peço também a Jesus._ Olha por todos nós.
Almas sem lei, moinhos despidos de Mós!

Num grito de alerta preciso afirmar.
_Está o mundo imundo, de uma luta feroz.
Por isso meu Deus te peço. _Olha por nós.