sábado, 25 de junho de 2016

Afirmação

Afirmo que o tempo passou,
mas continuo parada na esquina da vida.
Responde: O que ficou do instante.

Meia dúzia de ais de cara lavada!
Um tanto envergonhados com os dias.
Sem nada a acrescentar à saudade de rir.
Sem nada a dizer ao despeito.

Afirmo que o tempo passou…
Imploro à razão que abra a porta,
já que pouco restou.


Ser poeta é utopia...

Não sei, nem sequer sei a cor dos dias frios!   Se o céu é azul ou cinzento afogueado.    Nada sei de  efémeras  fantasias.  Delírio...