segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

No brilho do olhar...

De relance, e tudo acontece.
Cai o sol aos pés!
Não… não.
Afinal a lua sempre é redonda!
E qualquer rua pode ser o cosmos!
Diz que sou louca,
se tal me assumo,
ou que o dia nasce ao contrario…

De relance e tudo acontece,
no brilho do olhar.
Riem-se os ventos e as marés,
resta o mundo por desbravar!