domingo, 14 de fevereiro de 2016

Amor...

Se amor é…
Num dia de chuva o sol do verão.
Um hino ao meio dia, o sorrir da paixão.
Ou: um gesto bonito vestido a rigor.
Se amor é… juntos na dor.

Porque faz frio no mês de Agosto?
A tua voz gela qualquer maré!
Ou se me achas feia de vestido vermelho:
a tua cara fechada em estrondoso banzé,
mata o que resta de um sonho ao luar.

Diz.
Se amor é…
Caminhar lado a lado pela estrada da vida,
onde perdeste a vontade…. Em qual avenida,
me deixaste para trás… Numa curva esquecida?


Ser poeta é utopia...

Não sei, nem sequer sei a cor dos dias frios!   Se o céu é azul ou cinzento afogueado.    Nada sei de  efémeras  fantasias.  Delírio...