sábado, 14 de março de 2015

Se perde a força...

Procuro o teu rosto na multidão
Por entre os passos submerge a loucura.
Como quem foge da noite escura,
Procuro o teu rosto na confusão.

De um dia de sol! E o meu coração
Salta p`la boca… Nada perdura!
Por entre os passos até a procura
Se perde amiúde na escuridão.

Que aniquila o sentir, tudo é transitório,
Ansioso… Até o que não foi é irrisório!
Procuro… e não te encontro no agora!

Que falta me faz um ombro amigo.
Que falta me faz um sonho antigo.
Agora… que se perde a força p`la estrada fora.






Ai de mim...

Deixa que adormeça na terra árida. Que o tojo seja o cobertor dos dias frios. A aurora seja o sinal que a alma aguarda. E o vento o ...