domingo, 19 de janeiro de 2014

Atitude



Eu sei meu amor que a vida é rude
Nem tudo corre a contragosto
Por vezes é corredia e amiúde
Abre-se num fosso ao nosso lado
Contudo está na força a virtude
E a batalha é ganha estrada fora
Incerteza é curcuma que ilude
Desgaste que o medo aflora
O viver a vida em plenitude
Na balança deve ser pesado
A saída está na atitude
De o fosso contornar mesmo cansado.

Silencio…!

Reina, invisível… Nem as paredes sabem  a cor. Ou o cheiro do seu eterno bafo. São tantas as nuances que não cabem na casa desventra...