sábado, 8 de fevereiro de 2014

Para...



Na tolerância caminhamos livres de preconceito
Acontece ao desafiarmos o medo
Quem sabe o degredo
Contudo a liberdade de ser livre pode ser pequenina
O cordão umbilical é podre, arruína
Sufoca  
Para quê construir pirâmides em redor
Se temos medo da areia
Busco não sei o quê ao longe
Serei inteligente o bastante
Para interrogar.

Máscara...

Sempre que adivinho a solidão alheia… É como se o espelho estivesse embaciado. E o meu rosto sugado por uma teia. Sempre que ...