terça-feira, 19 de maio de 2015

Instante...

Conversamos por horas a fio!
Voamos para um tempo,
onde os trevos de quatro folhas:
eram mais verdes. E os sonhos
Faluas de velas ao vento.

De sorriso no rosto, a recordação
Traz à noite a emoção.
E assim por horas a fio,
as conversas rolam ligeiras.
Até que o coração bate apressado,
e a lua sorri lá no alto.
Indiscreta! Instante olvidado;
repescado amiúde pelo sentir…

De todos os poemas que iremos construir.
Nesse dia a lua descerá p`la encosta,
Não resistirá ao nosso rir!