terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Quem és...

Olho para ti em silêncio e penso:
Quem és tu…Sol num dia de chuva.
Ou arco íris… sempre suspenso…
Ou és sombra… que me convença!

Talvez sejas a solidão… ou travesso.
Também podes ser a penumbra.
Que tenta esconder o avesso.
Ou a vaidade… Será que és a aurora.

Estranho enigma onde me encontro.
Sempre que olho para ti… Quem és.
Homem de mil palavras… Assombro!

Essas ideias, essas paixões… Quem és.
Quem sabe sejas apenas… Outono.
Perdido no vaivém de muitas marés!