terça-feira, 12 de abril de 2011

Se


Fecho as pálpebras
E deambulo pelas cordas de uma guitarra
Estou livre do obscuro e de amarras
Fecho as pálpebras

E voo

Um voo rasante pelo suposto
Se…
Se eu fosse
Visse
Ouvisse
Se…
Antes da morte sentisse
Que ela batia à porta

Imagino

Um dia de sol
O branco de um lençol
 Um ramo de violetas
Papoilas nas valetas
Se…
Eu soubesse o teu olhar

E o mar

Será que é azul
Lá longe, ao sul
Será que o mar
Engole
As minhas fantasias
Trará razias

Em jeito de acordes

Deambulo pelas cordas de uma guitarra
Presa pelo pensamento
Que me chega no momento

Em que imagino tantos pontos de interrogação…