quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Semente...

Um bom dia ao despertar
Um beijo no alto da testa
Começar o dia em festa
Mil sorrisos entregar

Vais ver que bem que sabe
Começar de manhãzinha
Assim que chegar a noitinha
Encontrarás o aconchego
De um carinho um apego
Uma vida alegremente
É só plantar a semente
Depois regar com carinho
E colherás um miminho
De um beijo repenicado
Tem o doce adocicado
De morangos com açúcar
Entrega de quem quer amar
Aos outros olhar de frente
Deixar-se ir na corrente
No coração tudo cabe


Cabe amor e afeição
O ódio e a maldade
Sabes, está na tua mão
Saber viver de verdade.

Ser poeta é utopia...

Não sei, nem sequer sei a cor dos dias frios!   Se o céu é azul ou cinzento afogueado.    Nada sei de  efémeras  fantasias.  Delírio...