quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Apelo

Toque intranquilo
Um misto extenuado

O sono que sussurra
Ou seta em linha recta
Sobre os corpos cansados

Ancora em maré rasa
O voo do albatroz
Um instante atenuado
No suor
Que descai

Das razões pendentes
Na vida que se cruza

Ser poeta é utopia...

Não sei, nem sequer sei a cor dos dias frios!   Se o céu é azul ou cinzento afogueado.    Nada sei de  efémeras  fantasias.  Delírio...