domingo, 4 de setembro de 2011

Calmaria

O que é este pressentir aguado
Contrastando com espécie de farrapo
Que se chega

O que é o ímpeto de relance
Que me diz não é o que parece
Está tudo mal 

O que são dias e noites
Sem bravia tosca calmaria
Onde o meu espírito reclama

O amanhecer nos teus braços
Na manhã calma.

Queridos leitores e amigos. Este espaço nasceu em 2010, como tal, a lista de leitura está a tornar-se extensa, oito anos é muito tempo, sã...