terça-feira, 27 de setembro de 2011

Mulher

Uma pétala de cor brilhante
A iluminar o olhar
Um traço fino na boca
O sorriso a mostrar
Um coração amigo
Uma mão sempre estendida

Num sorriso de mulher
Se encontra a ternura
A beleza a formosura
Um rumo, uma medida
Num sorriso de mulher
Que não se dá por vencida.


Ser poeta é utopia...

Não sei, nem sequer sei a cor dos dias frios!   Se o céu é azul ou cinzento afogueado.    Nada sei de  efémeras  fantasias.  Delírio...