sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Teorema


No outro dia saí pé ( antes) pé
De mim mesma
Eu explico a contenda
Caminhei pela beira de ti
Tropecei no beiral de mim
Assim
Pois é

O teu cheiro na almofada
Deixou-me transtornada
Afinal…
De que lado da cama dormi
Ai de mim!
Deslizei para o outro lado
Tudo trocado
O teu cheiro
Tão vincado
Saltei da cama num ápice
Em cima da mesa
Num (cálice)
O teu cheiro, ali

Regressei para a cama
Adormeci…
Nisto acordei
E por fim desnudo
O teu pijama
ali
Afinal (teorema)
Sim, sim
Teu sorriso
 O meu mundo é assim.

Os sonhos chegam nas trindades…

Em qualquer canto ouço a voz dos dias!... Traz ao de cima as fantasias. Mas qualquer canto ensurdece o vento. Mesmo que o intento po...