terça-feira, 22 de novembro de 2016

Amar...

Guardarei para sempre o teu rosto.
Dentro do meu coração.
E nos dias em que a tristeza bater…
Serão os teus olhos o meu sol de verão.

 Tudo o que espero…
Quando a noite chegar.
É esta tão minha, certeza.
Que só levamos da vida
A firmeza de amar


Ser poeta é utopia...

Não sei, nem sequer sei a cor dos dias frios!   Se o céu é azul ou cinzento afogueado.    Nada sei de  efémeras  fantasias.  Delírio...