domingo, 13 de novembro de 2016

Quem diria...

Sinto uma certa tristeza
e um certo vazio!
Desnuda, uma lágrima fugidia,
trespassa a fronteira da alma,
Mas…quem diria!

Que o teu olhar traz a calma,
de um reino longínquo.
O teu sorriso traz a aurora,
de um dia de verão.
O saber-te traz conforto
ao meu coração.
Quem diria!



Ser poeta é utopia...

Não sei, nem sequer sei a cor dos dias frios!   Se o céu é azul ou cinzento afogueado.    Nada sei de  efémeras  fantasias.  Delírio...