quarta-feira, 22 de março de 2017

Putas e copos de vinho...

Disse o homem em tom alarve
Ao sul é tudo artola
Vão às putas e bebem vinho
E depois só pedem esmola.
O vinho… Até aceito
Nesta comparação
Quanto às putas, é preconceito
Xenófobo e sem visão.
Mas já que a Holanda é um país
Densamente povoado
E já ninguém contradiz
O facto está comprovado.
Numa Europa despovoada
Sendo o sul uma catástrofe
Mas porquê a algazarra
Só porque o Dijsselbloem é um traste?
Se até muitos de nós
É lá que temos abrigo
Já que por cá não há Mós
Nem moinhos, só há castigo!
Sem me alargar nos números
Que por cá são derramados
A azia soa a furúnculos
Há muito confirmados.
Nos milhões que voam no vento
Sem se saber para onde vão
Sim, são cata-vento…!
E o povo só pensa em perdão.
Vamos lá esclarecer
Já que está tudo zangado
O homem tem certa razão
Por cá, é tudo esbanjado
Mas ao contrário da Holanda
A saúde está uma merda
A educação uma trampa
E as finanças à descoberta…!
Então, onde está a cólera
Contra o tal mafarrico
Se a Holanda é tão pequena
Mas é um país rico.
Como exemplo, perfeito
Daquilo que disse atrás
Dijsselbloem é um defeito
Mas a Holanda, está…
Ao nível da Corrupção
Do melhor para o pior
Senhores na comparação
A Holanda é a melhor
Está no quinto lugar
Nos honestos deste mundo
Mas por cá é de corar
O vigésimo oitavo lugar — diz tudo!
E logo abaixo de Portugal.
Os números não sabem mentir…
Eu sei que calha mal
E o melhor é fingir…
Cabo Verde e S. Tomé
O Brasil e Moçambique
Timor-Leste, a Bissau que é Guiné
Angola, e a Coreia do Norte.
E para terminar o rol
Lá aparece a Somália
Até parece que o sol
É culpado da indumentária!
Perante a constatação
Até dou por mim a pensar
Com tantos a meter a mão
O bacanal é altar.

Entre putas e copos de vinho
As metáforas são perfeitas
Sendo o Dijsselbloem um anjinho
Ao lado dos nossos proxenetas!