domingo, 9 de outubro de 2016

Atitudes vãs…

Hoje; sei que o tempo é a capa da dor.
Perdi há muito a impaciência dos dias.
O corre-corre da alma em aflito clamor.
Hoje; sei que o tempo revive em maresias!

Não me olhes sou um péssimo actor.
Senhora de mim; enfrento razias.
Coloco no instante a beleza da cor:
Mesmo que negra; também tem fantasias!

São todos os momentos; parte da estrada.
Se faz sol ou se chove faz parte do tempo.
Ao dia segue a noite e ainda há a madrugada!

Logo após nasce o sol que estimula o anseio!
Assim: na quietude da alma me aninho afastada:
De atitudes vãs; que enfraquecem o sonho…


Ser poeta é utopia...

Não sei, nem sequer sei a cor dos dias frios!   Se o céu é azul ou cinzento afogueado.    Nada sei de  efémeras  fantasias.  Delírio...