quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Todas as cores do arco íris...

 De que vale correr atrás do vento,
se ele espalha tempestades…
 Desliza através da brisa.
Faz como as borboletas,
Ao redor de um jardim em flor.
Ao fim da vida o amor.

 Não te percas no temporal.
Procura o chuvisco de verão.
Faz como o sol,
que espera que as nuvens se afastem,
 e brilha com mais fulgor.
Foge da solidão.

 Na quietude da tarde… o vento suão.
Uma partitura de Chopin,
uma guitarra a trinar.
Uma criança a brincar,
um sorriso ao desconhecido…
Tomarão a proporção das marés,
 tombarão aos teus pés:
Todas as cores do arco íris.


Os sonhos chegam nas trindades…

Em qualquer canto ouço a voz dos dias!... Traz ao de cima as fantasias. Mas qualquer canto ensurdece o vento. Mesmo que o intento po...