quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Outubro…

Estou aqui…
Permaneço na sombra do dia,
ou sentada no beiral das noites.
Espero pelo vento norte…

Outubro, ou airoso vermelho!
Quando as folhas verdes cedem…
 Tingidas de um ocre cor de terra.
Deslizam… Mortíferas pelo sonho!

Outubro, ou o princípio do fim…
Nos últimos raios de sol.
Já adivinho o inverno.
Inferno gelado na terra gretada.
As mãos enrugadas na cara gelada.
Quem vem lá…
Grita a alma cansada!
  
 Estou aqui! Parada.
Presa no pensamento!
Como quem não sabe
que o tempo só é tempo.
Girando…Girando; ao redor do sol…


Os sonhos chegam nas trindades…

Em qualquer canto ouço a voz dos dias!... Traz ao de cima as fantasias. Mas qualquer canto ensurdece o vento. Mesmo que o intento po...