domingo, 19 de abril de 2015

Quando damos por isso...

Existem leituras que tocam a alma!
Entram, pé ante pé,
Pedem licença às paredes,
 às sombras, aos receios.
Florescem letra a letra,
 por entre as tardes de Primavera.
Quando damos por isso,
 o namoro acontece!
A partir daí…
Todos os rios desaguam nas tardes de sol.
Enquanto os nossos olhos se tocam,
no imaginário. E a poesia acontece!

Ser poeta é utopia...

Não sei, nem sequer sei a cor dos dias frios!   Se o céu é azul ou cinzento afogueado.    Nada sei de  efémeras  fantasias.  Delírio...